Conheça o Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

instituto historico e geografico de vitoria pe acervo do cinema iracema
O Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE foi fundado em 19 de novembro de 1950 e hoje está aberto à visitação. Funciona de terça à sexta.

compartilhe

O Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE foi fundado em 19 de novembro de 1950 e hoje está aberto à visitação. O funcionamento das atividades acontece de terça à sexta e é aberto ao público.

Rua Imperial bairro da Matriz onde fica localizado oInstituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

Segundo a direção do Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE esse é o horário de funcionamento do espaço:

  • Segunda – Instituto fechado ao público para manutenção do espaço;
  • Terça – manhã: 08:00 às 12:00
  • Quarta – manhã: 08:00 às 12:00
  • Quinta – manhã: 08:00 às 12:00 – tarde: 14:00 às 17:00
  • Sexta – manhã: 08:00 às 12:00 – tarde: 14:00 às 17:00
  • Sábado e domingo: 11:00 às 17:00 horas da tarde

Nosso redator, Davi Mandarel, conversou com um dos guias que trabalham no Instituto, o historiador Jones Pinheiro e ele detalhou bastante informações relevantes sobre a história, o acervo e o funcionamento da casa.
Jones Pinheiro, guia histórico do Instituto Histórico e geográfico de vitória-pe

Guia do Instituto conta detalhes sobre o acervo

O acervo do Instituto conta com vários artigos referentes à história da cidade, do estado e do país. Para que o visitante possa fazer um bom aproveitamento da visita, toda uma organização imersiva foi pensada na intenção de  que a exposição dos cômodos tenham uma relação entre si.

O historiador Jones afirma para nossa redação que os artigos de escravidão presentes no espaço não são réplicas, e sim, originais. Detalhes como esses despertam, ainda mais, o impacto no cidadão e o faz sentir diante do passado. Passado esse que precisa ser estudado para que consigamos encontrar meios de transformar o futuro. Continue lendo e entenda como a visita é dividida.

Como funciona a visita ao instituto e o que o cidadão poderá desfrutar dela? 

Resposta: Existe uma dinâmica, um protocolo: o visitante vai ao Salão Nobre, assiste a um filminho de dez minutos, que mostra uma linha geral sobre o Instituto Histórico e nosso acervo e, depois, a gente vai fazendo a visita guiada.

placa com data de função doInstituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

Tour de visitação do Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PEAcervo sobre o Monte das Tabocas no Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

1º setor: Linha do Tempo

Começando pela linha do tempo, onde mostramos a mesa em que o imperador Dom Pedro II e a imperatriz Teresa Cristina se hospedaram na casa e fizeram suas refeições. Mostramos, também, o Diogo de Braga, fundador da nossa cidade.

Além disso, as emboscadas que foram travadas lá no Monte das Tabocas por Antônio Dias Cardoso e João Fernando Vieira para combater o inimigo holandês, a guerra dos mascates com Pedro Ribeiro…
Acervo sobre o Monte das Tabocas no Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

Nós temos a história de Mariana Amália e preservamos seu baú em nosso acervo. Nós temos, também, artigos referentes à Hecatombe, à história das Ligas Camponesas. Então, esses acervos pertencem à linha do tempo do Instituto Histórico, que é o primeiro setor.

2º – setor  sacro

O segundo setor se chama Setor Sacro, onde temos as imagens cravadas de balas, por conta da Hecatombe em 1880, na Igreja do Rosário, em decorrência de questões políticas.

E temos outras imagens também belíssimas. Temos a primeira Bíblia trazida pelos evangélicos da Igreja Congregacional.

máquina usada no antigo cinema iracema faz parte do acervo do Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

3º –  setor de imprensa:

E o terceiro setor, que é o setor da imprensa. Aqui nós temos o prelo do século XIX. Um lindo prelo que, detalhe, só existe três em Pernambuco e nós temos este. Os outros dois estão lá no Museu do Estado.

cartaz do filme lisbela e o prisioneiro faz parte do acervo do Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

E caminhando pelo nosso Instituto vamos conhecer o setor econômico: a produção da cana de açúcar, a cabriolet que era uma charrete que era muito comum para os senhores de engenhos.

acervo de imprensa do Instituto Histórico e Geográfico de Vitória PE

Temos os nossos produtos, produzidos aqui na nossa cidade. Também temos o material de suplício da escravidão, um acervo de pedras mosaicos, azulejos portugueses etc.

salão principal do Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

4º – setor antropológico

Outra ala do Instituto é o antropológico. Nele vemos peças regionais, do campo, daquele homem que pega na enxada ou da senhora que faz aquele cafezinho à carvão, por exemplo. Além disso, também contamos com artigos que simbolizam o culto de religiões de matriz africanas.

sobre a taxa cobrada

Cobramos uma taxa de apenas 5 reais, que é muito pouco. Mas é com esse dinheiro que fazemos pequenos reparos, compramos material de faxina também… Coisa pouca. Mas, o nosso Instituto Histórico, modesta parte, está muito bem preservado, sob o comando do doutor Pedro Ferrer.

Antigo clube aeronáutico em Vitória de Santo Antão. Algumas peças que fazem parte do acervo do Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE

Sobre a visitação

Recebemos visitas das escolas públicas particulares, cidades vizinhas, turistas, não só daqui do Brasil, como de outros países. Recebemos comitivas também, como acabei de receber a comitiva do embaixador de Cabo Verde, a cônsul da República Popular da China e tantas outras personalidades importantes para o nosso Instituto Histórico. Ele está sempre de portas abertas para receber e acolher os turistas, então isso é muito bom para a nossa cidade.

Sobre a praça do Instituto

Nessa pracinha, Eunice Xavier, nós temos uma belíssima fonte, temos o símbolo do Instituto Histórico, o Instagram…  É uma praça muito gostosa para ler um livro, para conversar, estudar… Ela é formidável.

Agora mesmo eu estou aguardando o presidente do Instituto chegar dos Estados Unidos para irmos visitar o artista plástico Mário de Santinha, pois iremos conseguir duas lindas peças produzidas por ele, que é discípulo de Brennand.

Essas peças ficarão localizadas em nosso jardim. Acredito que é importante valorizar o artista, a nossa gente, enaltecendo em vida, não em morte. Bom fazer as homenagens em vida.

Temos ainda o salão onde realizamos as nossas reuniões, um acervo muito bacana, um ícone da nossa biblioteca. Nós temos o acervo do primeiro Aero Club que tínhamos aqui em Vitória, assim como, também, o painel das máquinas fotográficas e, no primeiro andar, o Museu do Carnaval, a galeria de artes e as histórias dos nossos cinemas.

Quem é o guia do Instituto?

Nascido em Vitória de Santo Antão – Pernambuco, o historiador Jones Pinheiro Costa dos Santos é
formado em Licenciatura em Letras pela UNIVISA – Vitória de Santo Antão – Pernambuco e graduado em
Música pela Universidade de Federal de Pernambuco – UFPE.

Também flautista, cursou Licenciatura em História pela Universidade Federal de Sergipe – Aracaju Sergipe. Também é membro de algumas instituições como:

  • Instituto Histórico e Geográfico da Vitória de Santo Antão – Pernambuco. (efetivo)
  • Instituto Histórico de Jaboatão dos Guararapes Pernambuco.
  • Academia Vitoriense de Letras Artes e Ciência – Vitória de Santo Antão Pernambuco.
  •  ALAZO – Academia de Letras e Artes da Zona Oeste do Rio de Janeiro – RJ
  • Instituto Cultive Brasil Suíça.

Jones também é mentor do Projeto Literário Internacional Chá da Vida Brasil do qual diz ter muito orgulho.

O IHGVSA (Instituto Histórico e Geográfico de Vitória de Santo Antão) ainda conta com uma ala inteiramente dedicada oa carnaval de Vitória-PE (O Carnaval dos bichos e das alegorias), sobre o qual temos um material publicado em nosso site.

O nosso redator, Davi Mandarel, realizou uma entrevista com Ricardo Bombom, que é um vitoriense importante na área para ouvir e registrar histórias antigas de nosso carnaval. Este acervo de vídeos está disponível dentro da matéria, aqui, em nosso blog.

Veja como chegar no Instituto Histórico e Geográfico de Vitória-PE: localização e rotas

Davi Mandarel

Davi Mandarel

Davi Mandarel, nascido e criado em Vitória de Santo Antão. Desde criança entorto palavras que viram textos, também conhecido como Copy. Assessor de pessoas públicas, influenciadores e empresas. Crio conteúdo para a internet e as pessoas dizem que gostam. Apaixonado por literatura! Graduando em Letras - Português UFPE

Posts Mais Recentes