A superlotação no transporte público da Grande Recife tem sido uma dificuldade na rotina dos trabalhadores pernambucanos.

Para o trabalhador que salta da cama logo cedo, o pesadelo começa mesmo é na parada dos ônibus e metrôs. Isso porque a superlotação nas estações ferroviárias e integrações de ônibus, do Recife, tem tornado a rotina dos passageiros cansativa e perigosa. 

Segue o fio

Sabemos que aguardar o metrô atrás da linha amarela é uma recomendação básica de segurança.  Mas quando chega o horário de pico na estação, o cumprimento desta norma super importante não é atendido.                              

Os passageiros tem um objetivo em mente: entrar no metrô e chegar no horário. Seja na volta para casa ou na ida ao trabalho. Realizar a viagem sentado tornou-se uma questão de sorte.                            

Além disso...

As cidades do interior de Pernambuco, também acabam sofrendo com as dificuldades na mobilidade urbana.

As cidades do interior de Pernambuco, também acabam sofrendo com as dificuldades na mobilidade urbana.

Pois existe um monopólio comercial das empresas de ônibus intermunicipais. As mesmas aplicam valores altos sem entregar um serviço que corresponda em qualidade.

Recentemente, o candidato a deputado estadual André Carvalho afirmou que uma de suas propostas será focada no objetivo de quebrar esse monopólio.

Recentemente, o candidato a deputado estadual André Carvalho afirmou que uma de suas propostas será focada no objetivo de quebrar esse monopólio.

Ele pretende  dar mais segurança jurídica para que empresas como uma 'Uber de ônibus" ou a Buser, possam oferecer esse serviço no estado de Pernambuco.

Gerando, assim, uma concorrência entre as empresas. O que beneficia o passageiro.

Gerando, assim, uma concorrência entre as empresas. O que beneficia o passageiro.